VIOLÊNCIA DOMÉSTICA

[vc_row][vc_column][vc_column_text]Quando se fala em violência doméstica, normalmente, todos lembram das formas de violência contra a mulher. No entanto, não se pode esquecer dos inúmeros casos de violência contra, por exemplo, idosos, crianças e pessoas com deficiência.[/vc_column_text][ultimate_spacer height=”40″][/vc_column][/vc_row][vc_row][vc_column width=”1/2″][vc_single_image image=”3783″ img_size=”full” alignment=”center” onclick=”link_image” css_animation=”bottom-to-top”][/vc_column][vc_column width=”1/2″][vc_column_text]O Projeto de Lei que protocolei no início de janeiro tem como objetivo incentivar que os responsáveis por condomínios, ao tomarem conhecimento de atos comprovados de violência doméstica, os comuniquem A  delegacia especializada.

Vale lembrar que as modalidades de violência doméstica são classificadas em: violência física, psicológica, moral, patrimonial, sexual e negligência.[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row][vc_row][vc_column][ultimate_spacer height=”40″][vc_single_image image=”3784″ img_size=”full” alignment=”center” onclick=”link_image” css_animation=”bottom-to-top”][ultimate_spacer height=”20″][vc_column_text]O Projeto de Lei ainda prevê que qualquer pessoa que presenciar casos de violência doméstica em condomínios, conjuntos habitacionais e congêneres deverá notificar de imediato o síndico ou a administradora de condomínios, tendo assegurado todo o sigilo que envolve a denAºncia.[/vc_column_text][/vc_column][/vc_row]